Plataformas no Brasil

eToro

eToro

Ideal Para Começar ✓  
16 Criptomoedas
Alavancagem de 1:2
Recomendada ✓  

IQ Option

IQ Option

Registro Rápido e Simples
12 Criptomoedas
Alavancagem de 1:2
Conta Demo Grátis

Binance

Binance

Sem Depósito Mínimo
+100 Criptomoedas
Sem Alavancagem
Boa Liquidez

Mercado Bitcoin

Mercado Bitcoin

Depósito Min. R$50
5 Criptomoedas
Sem Alavancagem
Fácil de Usar

Coin
Coin
Coin

Criptomoedas no Brasil

As criptomoedas vieram para ficar. Já é possível investir em Bitcoin (BTC), em Ethereum (ETH), em Ripple (XRP), em Litecoin (LTC) e em muitas outras de forma simples, segura e legal.

Existem centenas de criptomoedas com os mais diversos propósitos, sendo um dos mais populares a possibilidade de fazer transações monetárias. No Brasil, existe um número crescente de comerciantes que aceitam criptomoedas como forma de pagamento.

Tudo isso é possível graças à blockchain, considerada por muitos uma das grandes invenções deste século.

O que é a Bitcoin?

Parece mentira, mas a Bitcoin já tem mais de uma década. A primeira criptomoeda foi inventada por Satoshi Nakamoto e inspirou todo um novo ecossistema baseado na tecnologia blockchain.

Criada em 2008, a Bitcoin foi a primeira moeda digital descentralizada. Não depende de nenhuma pessoa, banco ou governo. As transações são feitas diretamente de pessoa para pessoa, ficando registradas de forma transparente, imutável e privada.

Não é preciso dizer que a Bitcoin e a Blockchain vieram revolucionar a forma como fazemos pagamentos atualmente.

Como Escolher as Melhores?

Com tantas opções, às vezes pode parecer difícil começar, concorda? É essencial analisar várias características de uma criptomoeda para entender o seu valor e potencial de crescimento.

Uma grande qualidade desse mercado é que investir na criptomoeda certa pode trazer excelentes retornos. No entanto é importante saber escolher o projeto certo para ter essa vantagem. E isso, é claro, requer estudo, tempo e dedicação de sua parte.

Conheça uma lista de fatores aos quais deverá prestar atenção no momento em que for investir em criptomoedas.

Notícias e Novidades

Não Perca Tempo!

Aprenda o Básico

O Que São Criptomoedas?

A palavra fala por si. Criptomoedas são a fusão perfeita entre criptografia e moedas. Confuso? É simples. O criador do Bitcoin, a primeira criptomoeda, descobriu que podia criar um sistema de pagamentos confiável, mais seguro e completamente descentralizado recorrendo à encriptação.

Toda a informação sobre transações é guardada, de forma encriptada, em uma rede que foi chamada de blockchain. Essa tecnologia é a base de todas as criptomoedas! É graças a ela que os utilizadores podem, entre outras coisas, enviar e receber pagamentos muito mais rápido do que no sistema tradicional utilizado pelos bancos, e também com custos inferiores.

Atualmente as criptomoedas são cada vez mais vistas como ativos financeiros relevantes, razão pela qual muitos investidores decidem apostar nesse mercado. As próprias instituições financeiras já não ignoram as criptomoedas, sendo que hoje até os bancos possuem criptomoedas, a fim de diversificação de portfólio.

Quais Tipos de Criptomoedas Existem?

A ideia geral é que, inicialmente, uma moeda serve para fazer pagamentos. De fato, as primeiras criptomoedas surgiram exatamente para cumprir esse propósito, tal como qualquer outra moeda fiduciária. No entanto, as criptomoedas evoluíram e hoje servem para vários propósitos.

Além dos tokens de Pagamento, como é o caso do Bitcoin, os tokens de utilidade tiveram um crescimento enorme e representam hoje grande parte do mercado das criptomoedas. Esses tokens podem ser utilizados para se ter acesso a uma infinidade de serviços, como adquirir poder de processamento adicional de um computador ou mais espaço em uma cloud.

Por último, existem os tokens de bens financeiros, também conhecidos como security tokens. Eles são responsáveis pela terceira grande onda de inovação nesse mercado, já que permitem a criação de tokens de bens de diversas áreas do chamado "mundo real", tais como do ramo imobiliário, de ações ou de mercadorias.

O Que É Blockchain?

Traduzido de forma literal, a blockchain é uma cadeia de blocos. Mas que blocos são esses? Cada vez que é processada uma transação na rede de uma determinada criptomoeda, toda a informação é encriptada e guardada nesses blocos, que posteriormente formam uma longa cadeia de informação.

A blockchain é, assim, um registro público de informação, que é guardada e mantida em diversas cópias por uma rede de utilizadores, através da internet. Todos os blocos estão interligados em uma cadeia confiável, que torna impossível existir manipulação maliciosa, sem que isso se torne óbvio para os utilizadores da rede.

A encriptação da rede, também conhecida como hashing, é feita através de algoritmos matemáticos complexos que envolvem um grande poder de computação. O que torna a blockchain realmente única é a forma descentralizada como a informação é guardada na rede, sendo que não existe uma entidade responsável pelo seu funcionamento. São os próprios utilizadores que estão na base de sua manutenção.

O Que É Mineração de Criptomoedas?

Na prática, a mineração, ou mining em inglês, nada mais é do que o processo de resolver as equações matemáticas complexas da rede blockchain, validando assim as transações de criptomoedas. Por esse esforço os mineiros são recompensados com novas criptomoedas. Mas quem pode ser mineiro?

Teoricamente, qualquer pessoa que esteja disponível e capacitada tecnologicamente para "ceder" o poder do seu computador para processar a informação da blockchain de uma criptomoeda. Na prática, atualmente cada vez mais é necessário investir em hardware específico para que a mineração seja lucrativa.

Essa atividade tem ainda vários custos associados, como energéticos e ambientais. No caso de criptomoedas como o Bitcoin ou o Litecoin, por exemplo, as recompensas são cortadas para metade de 4 em 4 anos, de acordo com um processo chamado halving, o que tende a tornar a mineração menos lucrativa. Existem hoje autênticas fábricas de mineração que utilizam milhares de dispositivos específicos para isso.

Como Investir em Criptomoedas?

Criptos

Quando um investimento de dezenas de reais dá um retorno de milhões em um espaço de 10 anos, é normal que chame à atenção de muita gente. Isso aconteceu não só com o Bitcoin, mas com muitas outras criptomoedas que, muitas vezes, alcançaram, em pouco tempo, valorizações acima dos 1.000%!

Mas enquanto há 10 anos era difícil para muitas pessoas entenderem como funcionava o mercado, devido à escassez de informação, e mais difícil ainda adquirir ou investir em critptomoedas, atualmente é muito mais fácil e seguro, devido às muitas plataformas existentes.

Você pode comprar e negociar criptomoedas em poucos minutos de forma confiável. Não só no Brasil, mas também no resto mundo, 2017 foi o ano em que as criptomoedas apareceram nos meios mainstream. Os milionários criados pelo Bitcoin foram notícia em telejornais, revistas e renderam clicks a muitos veículos noticiosos.

Isso também resultou em muita gente investindo em criptomoedas apenas para ir na onda, sem total conhecimento, e por vezes entrando em esquemas fraudulentos que nada tinham a ver com Bitcoin. O mercado das criptomoedas é caracterizado por uma grande volatilidade, o que é bom e mau.

Muitos investidores gostam dessas grandes variações de preço precisamente porque lhes permitem alcançar valorizações significativas em um curto espaço de tempo. Mas, claro, se não souber o que está fazendo, perder será igualmente fácil.

No Criptofy lhe apresentamos dezenas de artigos e notícias sobre esse mercado, além de guias educativos, cuidadosamente elaborados, para que possa aprender de forma simples e prática as grandes linhas desse mercado. Além disso, a nossa comunidade crescente ajuda a alimentar a partilha de conhecimento. Junte-se a nós!

Criptomoedas Promissoras

Existe Vida Além da Bitcoin!

Ethereum (ETH)

Ethereum é visto normalmente como a segunda criptomoeda mais relevante. E não é para menos! Berço para centenas de outros projetos do universo das criptomoedas, o Ethereum é uma plataforma baseada em tecnologia blockchain, que permite a criação de Smart Contracts e de Aplicações Descentralizadas (dApps). Apresenta-se como a “fundação para uma nova era da internet”, mais segura e confiável e menos centralizada. O seu criador, Vitalik Buterin, é visto como uma espécie de Rock Star do mundo da blockchain.

Litecoin (LTC)

Litecoin é dito que "está para a prata como o Bitcoin está para o ouro”. Não é de estranhar, pois essa criptomoeda foi feita à imagem da criptomoeda-mãe, e o seu fundador, Charlie Lee, nunca teve como objetivo ultrapassar o Bitcoin. Quis, sim, que o Litecoin fosse um complemento sólido, utilizado para transferências menores do que as feitas com Bitcoin, aplicando também taxas de transação relativamente mais baixas. O certo é que o Litecoin rapidamente ganhou relevância e ainda hoje é tido como uma das principais criptomoedas.

Ripple (XRP)

Ripple é uma das criptomoedas que mais divide a comunidade, precisamente pelas dúvidas em torno da sua descentralização. É que o XRP anda de mãos dadas com inúmeras instituições financeiras, por serem financiadoras da sua empresa-mãe, a Ripple. Polêmicas à parte, esse é um dos projetos com maior potencial para revolucionar os pagamentos, já que ultrapassa em grande escala a velocidade permitida pelo Bitcoin, uma vez que a sua rede suporta até 1.500 transações por segundo (TPS). Só o tempo dirá se será capaz de alcançar todo o seu potencial.

Coin

Dúvidas Frequentes

O que são criptomoedas?

São moedas digitais que funcionam com base em blockchain, considerada por muitos uma das grandes invenções deste século. Permitem, entre outras coisas, executar transações financeiras a baixo custo e com grande rapidez.

Quanto custa uma Bitcoin?

O preço da Bitcoin é definido, majoritariamente, pela Lei da Oferta e da Procura. Ou seja, a Bitcoin nunca tem um preço fixo, podendo variar de acordo com o apetite dos investidores. E, devido à volatilidade das criptomoedas, varia muito. No seu máximo, já chegou a valer quase US$ 20.000!

É seguro investir em criptomoedas?

É seguro investir em criptomoedas? Sim, investir em Bitcoin é seguro, desde que seja feito em plataformas (corretoras ou bolsas) legítimas para isso, pois existem muitas que não o são. No Criptofy recomendamos apenas os melhores sites para comprar e para vender criptomoedas.

Como posso começar a investir?

A melhor coisa a fazer é se informar melhor sobre as plataformas mais seguras de compra e venda de Bitcoin, bem como sobre as moedas mais promissoras e sobre estratégias de investimento que o ajudem a reduzir o risco do seu investimento.

Ainda vale a pena investir em Bitcoin?

Ninguém sabe ao certo até quanto a Bitcoin pode valorizar. Muitos investidores acreditam que estamos ainda no começo de uma revolução financeira. Seja como for, tanto pela tecnologia quanto pelo lucro potencial a Bitcoin é um ativo financeiro cada vez mais relevante, até para diversificar portfólios.

Onde posso comprar Bitcoin e outras criptomoedas?

Existem diversas corretoras e exchanges em que poderá investir em Bitcoin e em outras criptomoedas, mas recomendamos sempre que o faça em uma das plataformas recomendadas pelo Criptofy. Além de serem seguras, aprenderá também a usá-las.

A Bitcoin vai acabar?

O criador da Bitcoin, Satoshi Nakamoto, definiu que não poderão existir mais do que 21 milhões de BTC, sendo que a última será minerada em 2140. Ou seja: não vão acabar, mas vão deixar de entrar novas Bitcoins no mercado, o que tornará a moeda um bem mais raro e, por isso, mais valioso.

Como são criadas as Bitcoins? O que é o mining?

A Bitcoin só pode existir graças ao esforço dos miners, ou mineiros, em português. São eles que mantém a blockchain viva ao cederem a ela o poder de processamento dos seus computadores. Em troca são recompensados com BTC, sendo que esses montantes de recompensa tendem a cair ao longo do tempo, devido ao halving.

Quais criptomoedas existem além da Bitcoin?

Existem milhares de criptomoedas, mas nem todas correspondem a projetos de real valor. No Criptofy procuramos avaliar apenas os projetos mais relevantes. De uma forma mais concreta, Ethereum, Ripple e Litecoin são algumas das criptomoedas que foram capazes de se manter relevantes ao longo dos anos. Outros projetos têm propostas bastante interessantes, mas encontram-se ainda em fases iniciais. Um exemplo disso é o Basic Attention Token.

O Facebook tem uma criptomoeda?

Ainda não, mas existem planos para isso. A Libra foi anunciada pelo Facebook em junho de 2019, mas tem encontrado algumas barreiras, desde a oposição dos reguladores ao abandono de alguns dos seus membros fundadores, como a Visa, a Mastercard e o PayPal.

As criptomoedas como a Bitcoin pagam impostos?

No Brasil ainda existe um vazio legal para a regulação, para a supervisão e, até certa medida, para a cobrança de impostos em relação a criptomoedas. Para ficar ver a explicação completa sobre esse tema, leia o nosso artigo.

A Bitcoin é legal no Brasil?

Embora não esteja contemplada na lei, por uma questão de não oposição, as trocas e pagamentos com Bitcoin são permitidas. Já a China, por exemplo, embora mais recentemente tenha promovido a tecnologia blockchain, já dificultou várias vezes o funcionamento das criptomoedas no passado.

Posso ganhar dinheiro com as criptomoedas?

Muitos investidores já conseguiram fazer isso, mas é preciso reconhecer que as criptomoedas têm um preço altamente volátil. Podem subir ou descer muito, e em pouco tempo. Conhecer estratégias e conceitos de investimento é uma excelente forma de se iniciar no mercado das moedas digitais.