Ripple (XRP) – O Que É? Onde Comprar Ripple?

Ripple (XRP) – O Que É? Onde Comprar Ripple?
Sigla

XRP

Rating FCAS

A

Algoritmo

Ripple Protocol Consensus Algorithm

Minerável

Não

Onde Comprar

Esta análise é talvez uma das mais difíceis que já fizemos aqui no Criptofy.

Isso se deve à controvérsia gerada em torno desse projeto, com a comunidade dividindo-se entre opiniões boas e más.

Muitos perguntam:

Essa criptomoeda é descentralizada? XRP é Ripple? Quem detém a maior parte dos XRP? É preciso usar XRP para usar Ripple?

Neste artigo desfazemos essas dúvidas e explicamos como funciona essa criptomoeda, qual a sua proposta de valor e onde pode comprá-la.

  • IQ Option
    Melhor Corretora no Geral 🏆
  • Binance
    Centenas de Criptomoedas
  • Mercado Bitcoin
    Trade de Criptomoedas e de Precatórios

1. O Que É Ripple?

Ripple é uma empresa fundada em 2012. O token XRP é uma criptomoeda.

Ambos estão relacionados, mas são diferentes. 

O que se pode afirmar com certeza é que tanto a Ripple como o XRP atuam no campo Fintech (Tecnologia Financeira).

Ripple não é uma plataforma de desenvolvimento de aplicativos descentralizados como é o Ethereum, o EOS ou o NEO, entre outras criptomoedas.

Um dos grandes produtos dessa empresa, que conta com ais de 500 trabalhadores, é o seu serviço RippleNet.

O grande objetivo da Ripple e dos seus serviços é facilitar a forma como se movimenta dinheiro a nível global, um processo que costumava ser demorado e ter grandes custos associados.

Através do protocolo Interledger, essa empresa pode providenciar aos seus clientes (a grande maioria dos quais grandes bancos internacionais) uma plataforma onde possam movimentar grandes quantias monetárias de forma rápida, segura e barata.

O RippleNet consegue fazer isso muito bem! Por isso se orgulha de ter uma lista de clientes como esta:

Parcerias Ripple
Parceiros do setor bancário do Ripple.

O importante aqui é entender que esses clientes recorrem a um serviço da Ripple (empresa), o RippleNet, para fazer essas transferências internacionais com a moeda corrente que escolherem (Reais, Euros, Dólares, etc).

A parte surpreendente dessa relação?

Não precisam utilizar o XRP!

Aliás, o protocolo Interledger nem usa um sistema global coordenado ou uma blockchain para atingir os seus feitos! 

2. O Que É XRP?

XRP é um token criado pela empresa Ripple. É a sua criptomoeda.

Se ouvir um amigo dizer “Hoje comprei Ripple!”, o que ele quer dizer é que comprou XRP.

Se reparar, até os logotipos são diferentes:

Ripple e XRP
Logo da Ripple, à esquerda, versus logo do XRP, à direita.

Na verdade, quem se pode vangloriar de ter comprado Ripple são os investidores da empresa, em muitos casos bancos, como é o caso do Santander.

Essa ligação à banca tradicional é um grande motivo que leva a que algumas pessoas não considerem o XRP uma verdadeira criptomoeda.

Ripple xrp bancos
Ripple e XRP mantêm uma certa conexão com o “sistema”.

Porque além de haver uma distinção entre Ripple e XRP, a própria empresa está muito ligada aos que muitos consideram os grandes rivais dos fundamentos do Bitcoin e das criptomoedas: os Bancos!

3. Como Funciona XRP?

O protocolo de consenso utilizado é o RPCA – Ripple Protocol Consensus Algorithm, desenvolvido pela própria empresa.

Em relação à tecnologia utilizada, o XRP pode ser considerado superior ao Bitcoin.

Esse é um argumento muito utilizado por quem defende que o XRP é o caminho para o futuro em relação às criptomoedas.

O Bitcoin foi a primeira criptomoeda a surgir e, como ocorre em todas as tecnologias, sempre aparece algo mais sofisticado.

O XRP é uma criptomoeda com capacidade de fazer pagamentos em 4 segundos e de processar 1.500 transações por segundo (TPS).

Segundo informações do seu site, existe a possibilidade de aumentar o número de TPS para igualar as da VISA. Tudo isso mantendo comissões muito baixas.

A comparação é ainda mais favorável ao XRP quando se considera os tempos que alguns sistemas tradicionais demoram a executar uma transferência bancária internacional.

Ripple Pagamentos
Comparação da velocidade de pagamentos entre XRP, criptomoedas mais populares e sistemas tradicionais.

Com isso a Ripple pretende usar o XRP para oferecer aos bancos e a fornecedores de pagamentos a rapidez e liquidez necessária para satisfazer pagamentos entre fronteiras.

Podemos então concluir disso que o XRP é um concorrente direto ao Bitcoin. Um ecossistema de pagamentos rápidos, eficazes e com comissões baixas.

3.1 O XRP é descentralizado?

Sim, mas não. Difícil dizer…

Teoricamente, se essa empresa desaparecesse amanhã, o seu token, o XRP, ficaria intacto pelo fato de ser operado em uma blockchain que hoje em dia conta com quase 900 nodos.

Menos de 20% dos nodos únicos da rede – responsáveis por validar transações – pertence à empresa.

O gestor de produto da XRP, Warren Anderson, diz até que essa criptomoeda ambiciona ser mais descentralizada do que o Bitcoin e o Ethereum.

Apesar de todo o potencial, em termos práticos, acredita-se que muito do sucesso do XRP ainda esteja bastante correlacionado com o sucesso da sua empresa mãe, a Ripple.

XRP em circulação

Principalmente porque a Ripple ainda detém uma grande parte dos tokens, que vai liberando gradualmente no mercado com o passar dos anos, de acordo com um conjunto de regras estabelecidas pela empresa.

4. Onde Comprar XRP?

Para investir em XRP, você tem várias soluções à sua disposição. Uma vez que essa criptomoeda é tão popular, ela está disponível na maioria das plataformas.

4.1 Investir em XRP através de CFDs

Plataformas de investimento online como a IQ Option fornecem ferramentas chamadas CFDs.

Com CFDs você pode lucrar tanto com as subidas como com as descidas do preço das criptomoedas, ao contrário de outras opções. Esse é dos poucos tipos de investimento em que isso efetivamente acontece.

Ao investir através da eToro descarta-se a necessidade de configurar carteiras virtuais (wallets) para manter as suas criptomoedas seguras, e o processo de compra e venda torna-se bastante simples.

4.2 Comprar XRP em exchanges

Se, por outro lado, os problemas técnicos não lhe desmotivam, você pode optar por comprar XRP diretamente em uma exchange como a Binance ou o Mercado Bitcoin, sendo que, nesse caso, ficará mesmo na posse da criptomoeda.

Se estiver pensando em utilizar XRP para fazer/receber pagamentos ou para trocar a moeda entre exchanges, essa é a opção recomendada.

5. Valor do XRP

5.1 Evolução histórica

Como todo o mercado, o XRP esteve estagnado durante vários anos, até que em 2017 e 2018 atingiu uma valorização absurda.


A criptomoeda chegou a valer US$ 3,84, o seu máximo histórico, em janeiro de 2018.

Vale a pena lembrar que um ano antes, em 2017, valia apenas $0,0061, ou seja, o XRP valorizou mais de 60.000% em apenas 1 ano!

5.2 Evolução recente

O XRP teve um 2019 que merece ser esquecido, depois de perder valor ao longo de quase todo o ano.

Contas feitas, o XRP foi a segunda criptomoeda do Top 10 do CoinMarketCap que mais caiu em 2019, com uma queda de 45%.


Em 2020, acompanhando o movimento do mercado das criptomoedas, o XRP teve uma valorização até março que acabou por ser interrompida em consequência da crise do novo coronavírus.

Desde então tem vindo a recuperar aos poucos, mas ainda longe do seu máximo anual, de US$ 0,34. Isso significa também que é uma oportunidade de comprar a um preço mais baixo.

6. Conclusão

O sucesso desse token andará muito provavelmente de mãos dadas com o sucesso da Ripple, a sua empresa-mãe, que tem ganhado notoriedade ao longo dos tempos e tem estabelecido fortes parcerias.

Em relação a isso, as grandes parcerias com bancos internacionais nos fazem crer que o seu produto está em um bom caminho.

O seu protocolo Interledger está sendo estudado pelo W3C – World Wide Web Consortium – para se tornar num protocolo padrão para pagamentos em e-commerce.

Embora muitas críticas sejam feitas ao XRP, devido à sua ligação ao sistema tradicional, por trás dele existe uma empresa bastante forte. Ela desenvolve produtos de tecnologia financeira bastante promissores, que atraem a atenção de investidores de grande porte.

Autor
Lucas Lynch
Lucas Lynch

Lucas é um apaixonado pelos mercados financeiros desde que se lembra. Mas a crise de 2008 ajudou-o a perceber como eles podem ser implacáveis para quem não tem um portfólio diversificado. Por isso se forçou para aprender sobre novos mercado. É particularmente fã de Tecnologia e da forma como ela está mudando os investimentos.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *