Mineração de Bitcoin: O Que É Mineração? Como Fazer Em 2021?

Mineração de Bitcoin: O Que É Mineração? Como Fazer Em 2021?

A mineração de Bitcoin começou por ser um processo muito popular.

Afinal, isso permite criar criptomoedas a partir do zero!

O sucesso foi enorme e muita gente fez dinheiro com a mineração de Bitcoin. Ao longo dos anos, contudo, o processo tornou-se mais difícil e dispendioso, por dois principais motivos:

  • Requer equipamento especial
  • Consome muita eletricidade

Com isso, muitas pessoas se afastaram da mineração. Mas isso pode estar mudando:

A popularidade da computação em nuvem (cloud computing) está fazendo renascer a mineração de Bitcoin: tudo graças à mineração em nuvem (cloud mining).

Esse processo ajuda a reduzir os custos da mineração para o usuário, já que permite obter poder de processamento de uma mineradora remota.

Ou seja, a mineração em nuvem veio facilitar a mineração de Bitcoin. Uma das plataformas que já disponibiliza essa funcionalidade é a StormGain, onde, no momento, você pode ganhar US$ 10 grátis através da sua mineradora em nuvem.

1. O Que é Mineração de Bitcoin?

O Bitcoin foi a primeira criptomoeda a introduzir o conceito de mineração, embora muitas outras criptomoedas o tenham replicado depois disso.

Para entender como funciona a mineração é preciso entender um pouco como funciona a Blockchain, a tecnologia que está na base de quase todas as criptomoedas.

Sucintamente, a Blockchain é uma rede descentralizada que age como uma base de dados, onde são armazenadas todas as transações que já ocorreram com uma certa criptomoeda.

Essas informações são guardadas em blocos, que vão se “encadeando” uns nos outros. Ou seja: podemos pensar na Blockchain como uma cadeia de blocos.

A Blockchain é uma rede descentralizada, o que significa que não é governada por uma autoridade central.

Ou seja:

Os mineradores (miners) são quem mantêm a rede ativa e quem verifica a legitimidade das transações através da resolução de algoritmos informáticos – os algoritmos de consenso.

A execução desses algoritmos requer um grande poder de processamento cedido pelos miners à rede.

Toda a vez que uma nova quantidade de transações é armazenada em um novo bloco, esse bloco é “encadeado” na cadeia já existente.

mineração de bitcoin - blockchain
Representação visual de uma cadeia de blocos que compõem a blockchain.

O miner que conseguir resolver o problema do algoritmo mais rapidamente consegue “encadear” o novo bloco e, em troca, é recompensado com uma certa quantia da criptomoeda que está minerando.

Portanto quem tiver mais poder de processamento tem mais chances de receber a recompensa.

2. Como Funciona a Mineração de Bitcoin?

Inicialmente qualquer pessoa podia minerar a partir de sua casa. Era algo relativamente simples:

  • Você colocava o seu computador para processar esses algoritmos informáticos
  • Você era recompensado em Bitcoin pelo seu esforço

Até mesmo com um computador pessoal era possível minerar uma quantidade razoável de criptomoedas. Mas com o tempo isso mudou.

A dificuldade do problema dos algoritmos aumenta a cada bloco novo, aumentando a quantidade de poder de processamento necessário.

Para quem queria realmente ganhar dinheiro com mineração, rapidamente começou a ser necessário equipamento específico, como mining rigs.

mineração de bitcoin - mineradora
Mining rig simples: 3 placas de vídeo (GPU’s) montadas em paralelo para maximizar o poder computacional.

Para se conseguir minerar Bitcoin recorre-se a hardware do mais alto nível possível como GPU’s (placas de vídeo) ou ASICs (Application Specific Integrated Circuits) montados em paralelo para rentabilizar ao máximo as suas capacidades.

Com isso é também necessário um esquema para manter tudo sem superaquecer. As infraestruturas que possibilitam isso são as chamadas fazendas de mineração (mining farms).

mineração de bitcoin - fazenda
Exemplo de uma mining farm com enormes quantidades de poder de processamento computacional.

Todo esse aparato eletrônico das mining farms espalhadas pelo mundo consome uma enorme quantidade de energia, o que traz preocupações quanto à viabilidade desse processo para a criação de criptomoedas.

Consumo de Energia Mineração
Consumo elétrico anual da rede Bitcoin comparada ao de alguns países. Fonte: DigiEconomist

Só que para o usuário comum a questão é:

Como competir com esses tubarões? Em uma resposta muito direta: não é possível!

Devido ao custo dos equipamentos e ao preço da eletricidade, a mineração de Bitcoin através do método tradicional deixou de ser rentável para a maioria dos usuários.

Por isso a mineração em nuvem está crescendo tanto em popularidade.

3. Como Ganhar Dinheiro Com Mineração em 2021?

Para o usuário comum que queira ganhar dinheiro através da mineração existem essencialmente duas opções:

  1. Tentar montar um mining rig caseiro e tentar minerar uma altcoin que tenha um baixo nível de dificuldade (ao contrário do Bitcoin)
  2. Investir em mineração em nuvem (cloud mining), o aluguel de poder de processamento na cloud para receber uma parte dos ganhos de uma mining farm

A primeira opção requer na mesma um investimento inicial. No entanto, se optar por minerar uma criptomoeda com um nível de dificuldade inferior ao do Bitcoin, será mais recompensado em volume e poderá depois se beneficiar com a valorização do projeto.

No segundo caso, a mineração em nuvem tem se tornado cada vez mais acessível à maioria dos usuários, principalmente porque novas plataformas de investimento estão introduzindo essa funcionalidade nos seus serviços.

3.1 O Que É Mineração em Nuvem?

Para facilitar a explicação, vamos a um exemplo:

Imagine que alguém tem uma fazenda onde produz fruta. Você não quer ser produtor, mas quer se beneficiar da valorização e da venda do produto.

Então em vez de comprar um terreno e todo o equipamento, você se torna investidor de uma parte do terreno e ganha uma porcentagem do lucro.

O que acontece na mineração em nuvem é semelhante, só que nesse caso você aluga uma parte do poder de processamento (hash power) de uma fazenda de mineração e, por isso, partilha dos lucros obtidos.

Ou seja:

O equipamento é necessário na mesma, e a mineração, que é tão importante para o funcionamento do Bitcoin, ainda acontece.

Simplesmente não é você quem carrega o peso do investimento inicial e a conta da eletricidade, tornando o processo mais acessível a usuários de todo o mundo.

3.2 Como Fazer Mineração em Nuvem?

O primeiro passo para fazer mineração em nuvem é registrar-se em uma plataforma que tenha esse serviço disponível.

A StormGain é uma das plataformas que, além de lhe permitir comprar e de vender criptomoedas, também oferece esse serviço.

cloud mining
Ecrã de acesso à mineradora em nuvem da StormGain.

A partir do momento em que estiver registrado, você deverá:

  1. Acessar o Cloud Miner da StormGain
  2. Clicar no botão “Iniciar mineração

Nesse momento a mineração ficará ativa durante 4 horas, sendo que ao fim desse tempo você terá de pressionar novamente o botão para voltar a começar.

O processo é relativamente lento e poderão ser necessários cerca de 5-6 dias para conseguir os seus primeiros US$ 10 (valor mínimo que é possível retirar).

Ou seja:

Não espere ficar rico usando esse processo. No entanto é uma forma de conseguir algum lucro sem grande esforço e risco.

Além disso, vale a pena considerar que essa ainda é uma funcionalidade recente e que, por isso, tem ainda grande margem para evoluir.

4. Conclusão

A mineração é essencial para o funcionamento do Bitcoin, mas tem se tornado cada vez menos lucrativa para os usuários comuns.

Sendo um processo dominado por grandes mining farms de todo o mundo, para muitos usuários a solução mais viável acaba por ser a mineração em nuvem.

Por outro lado, é também um processo bastante dispendioso.

Repare:

Uma transação de Bitcoin consome mais energia do que 100.000 transações da VISA. Atualmente, o consumo energético só da rede Bitcoin é superior ao de muitos países.

Com essas consequências potencialmente graves para a sociedade e para o meio ambiente, muitos projetos procuram outros mecanismos de consenso.

Soluções novas estão constantemente sendo debatidas, tais como:

Tanto é que, por exemplo, o Ethereum já decidiu deixar a mineração em prol do Staking, algo que vai ser mudado na sua atualização Ethereum 2.0.

Com a tecnologia ainda se desenvolvendo, esse é dos aspectos mais importantes a serem resolvidos para que ela possa ser sustentável. Se uma criptomoeda não tiver um bom esquema de mineração, a sua integridade fica comprometida.

Autor
Marcela Lima
Marcela Lima

Marcela conheceu o Bitcoin em 2012 e ficou fascinada com a tecnologia. Desde então tem estudado o potencial das criptomoedas e a forma como podem mudar a sociedade. Hoje divide o seu tempo entre a escrita e a gestão do seu portfólio, composto majoritariamente por criptomoedas e por ações.

Dúvidas Frequentes

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *