Como Investir na Bolsa de Valores? Como Funciona?

Investir na Bolsa de Valores é extraordinariamente importante para o desenvolvimento da Economia:

  • Por um lado, estimula o crescimento sustentável das empresas, dando-lhes uma fonte alternativa de financiamento, ao mesmo tempo que fomenta as boas práticas e a transparência de informação;
  • Por outro, dá aos investidores a possibilidade de rentabilizarem as suas poupanças, lucrando com o crescimento empresarial e com os ciclos econômicos.

Já faz tempo que deixar o dinheiro no banco poderia valer juros interessantes. Vivemos em uma época em que os depósitos praticamente deixaram de dar vantagens.

O mundo mudou!

Por isso, se quer ganhar algum rendimento com o seu dinheiro, então está obrigado a procurar outras alternativas. Investir na Bolsa é, naturalmente, uma das melhores e mais óbvias soluções.

Este artigo pretende ajudá-lo a dar os primeiros passos no admirável mundo dos investimentos na Bolsa.

Entenda como funciona a Bolsa de Valores e como pode investir na Bolsa sozinho sem depender de mais ninguém. Vamos apresentar-lhe plataformas de trading online que lhe permitem investir em ações e em outros instrumentos financeiros de forma prática e intuitiva.

✓ Variedade de Instrumentos (Ações, Índices, ETFs)
✓ Acesso a Ativos de Todo o Mundo
✓ Fácil de Comprar e de Vender
✓ Bom Desempenho Histórico das Bolsas
✓ Ganhar Com Sucesso Empresarial
✕ Risco Moderado
✕ Requer Tempo e Dedicação

1. O Que é a Bolsa de Valores?

De uma forma muito direta, uma Bolsa de Valores é um mercado onde são negociados instrumentos financeiros.

Muitas pessoas pensam que em uma Bolsa de Valores apenas são negociadas ações, mas não é bem assim. De fato as ações são uma parte muito importante da negociação na Bolsa. No entanto, tal como veremos mais à frente, nela também é possível negociar outros instrumentos.

A razão pela qual a Bolsa está tão associada às ações é porque nos habituamos a ouvir falar no desempenho de uma Bolsa com base no sucesso das empresas que nela estão cotadas.

Às ações representativas do capital social de um conjunto de empresas cotadas em Bolsa chamamos o nome de índice. O índice diz-nos o desempenho médio das empresas que estão cotadas em uma determinada Bolsa.

Ou seja, quando você ouve dizer:

A Bolsa de Nova York somou ganhos durante a última sessão.

O que aconteceu foi que os índices associados à Bolsa de Nova York tiveram um desempenho positivo porque as ações nela admitidas à negociação valorizaram.

Por isso essa relação é tão estreita. O protagonismo de uma Bolsa está frequentemente associado ao seu índice, sendo que esse é, ao mesmo tempo, capaz de nos dar pistas sobre a força da Economia do país que representa.

Sabe quais são as bolsas mais importantes?

A Bolsa de Nova York, ou New York Stock Exchange (NYSE), é de longe a Bolsa mais relevante, mas existem outras com grande importância a nível mundial.

A segunda Bolsa com maior capitalização de mercado, a NASDAQ, também é norte-amerciana e caracteriza-se por reunir empresas de alta tecnologia (que também formam um índice com o mesmo nome). O Top 3 é fechado pela Bolsa japonesa, a Japan Exchange Group (JPX).

Maiores Bolsas de Valores
Maiores Bolsas de Valores do mundo por capitalização de mercado. Fonte: Statista

As principais Bolsas merecem um grande interesse dos investidores porque têm grandes volumes de transações e níveis de liquidez mais elevados.

Por esse motivo são capazes de influenciar frequentemente o rumo dos restantes mercados mundiais, como é o caso da Bolsa brasileira, a B3.

1.1 O Que É B3?

A B3, normalmente apresentada como [B]³, significa Brasil, Bolsa, Balcão. Embora esteja sediada em São Paulo, a B3 liga todas as Bolsas de Valores do Brasil.

A B3 resulta da fusão, em 2017, da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&FBOVESPA) com a Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos (CETIP).

O principal índice da B3 é o Ibovespa (INDEXBVMF: IBOV), que agrega as principais empresas cotadas em Bolsa no Brasil. Ao todo são 75 as ações que compõem esse índice e que podem ser consultadas em tempo real no site da B3.

Inovespa Como investir na Bolsa no Brasil
Desempenho anual (%) do Ibovespa ao longo dos últimos anos. Fonte: Economatica

O índice de referência brasileiro tem crescido ao longo dos últimos anos, com valorizações sólidas entre 2016 e 2019. Um desempenho surpreendente se consideramos que o país atravessou uma grave crise econômica e que, entre 2015 e 2016, o PIB brasileiro recuou 6%.

Além do Ibovespa, entre os índices amplos, existem ainda:

  • Índice Brasil 100 (IBrX 100) – agrega os 100 ativos de maior negociabilidade e representatividade do mercado de ações brasileiro;
  • Índice Brasil 50 (IBrX 50) – agrega os 50 ativos de maior negociabilidade e representatividade do mercado de ações brasileiro;
  • Índice Brasil Amplo BM&FBOVESPA (IBrA) – agrega todos os ativos negociados no mercado a vista (lote-padrão) da B3 que atendam a critérios mínimos de liquidez e presença em pregão, de forma a oferecer uma visão ampla do mercado acionário.

Além desses, destaque ainda para a lista mais alargada de índices de segmentos e setoriais que pode consultar aqui.

2. Como Funciona a Bolsa de Valores?

Há claramente um antes e um depois da digitalização da Bolsa.

Hoje em dia é até difícil imaginar, mas antigamente as ordens transmitidas pelos investidores aos corretores eram executadas por voz, na morada física da própria Bolsa e as transações eram registadas em papel.

Investir na Bolsa de Valores 1997
Bolsa de Valores de São Paulo em 1997.

Agora, através dos meios informáticos, o processo é muito mais rápido. As ordens de compra e venda são executadas em segundos, através de sistemas eletrônicos, e as ações são representadas por registros contábeis no balanço dos investidores.

Ao mesmo tempo, a globalização nos ajudou a ter acesso a muito mais informação sobre os mercados financeiros de todo o mundo, o que abriu as portas a investimentos em Bolsas internacionais.

É por isso que, atualmente, é tão fácil investir em ações de grandes empresas estrangeiras, como a Amazon (NASDAQ: AMZN) ou a Tesla (NASDAQ: TSLA), por exemplo.

3. Como Investir na Bolsa de Valores?

Tal como vimos, a digitalização veio revolucionar o funcionamento da Bolsa. No entanto, foi a Internet que contribuiu ainda mais para a democratização desse tipo de investimento.

As plataformas de trading online vieram abrir a Bolsa a muitos mais investidores particulares que podem, a partir de suas casas, dar ordens de compra e de venda de instrumentos financeiros negociados em Bolsa.

Vantagens disso são várias:

  • Maior independência
  • Versatilidade
  • Comprar e vender em qualquer lado

Ou seja:

Você terá uma maior independência, já que essas plataformas lhe permitem cortar intermediários e ter uma papel mais direto na gestão da sua carteira de investimentos.

Além disso, essas plataformas tornaram o trading muito mais prático e versátil.

Você pode acompanhar o desempenho dos seus investimentos literalmente em qualquer lado, já que até pode utilizar um aplicativo para celular ou tablet para ver cotações ou dar ordens de compra e de venda, por exemplo.

3.1 Corretoras Para Investir na Bolsa de Valores

eToro

A eToro é uma das melhores corretoras do mercado, principalmente se o seu objetivo é investir em ações. A razão para isso é que ela tem uma política de zero comissões aplicada à negociação de ações.

Nessa plataforma de trading online você tem acesso a uma vasta oferta de:

Ou seja, além dos investimentos mais tradicionais de uma Bolsa de Valores, você pode ainda diversificar o seu portfólio com várias outras opções populares de investimento.

Essa plataforma tem a grande vantagem de ser muito mais simples de operar do que outras no mercado. Se está começando, vai certamente agradecer o ambiente mais amigável.

Se, por outro lado, for um usuário avançado, a eToro também tem algo para você.

eToro Copiar Pessoas
Você pode procurar traders de acordo com o seu perfil de investidor, considerando os seus ganhos e ativos preferidos.

É que essa corretora faz uma grande aposta no conceito de Social Trading. Ou seja, se quiser, você pode ser copiado por outros usuários e, com isso, ganhar uma porcentagem dos seus lucros.

Em alternativa, se não tiver tanto tempo disponível para se tornar um perito digno de ser copiado por outros traders, você pode também optar por copiar os outros e ganhar dinheiro com base nos seus desempenhos.

XTB

A XTB também apresenta um ambiente mais profissional, mas não deixe que isso o desmotive.

Embora ainda esteja a crescer na América Latina, essa corretora é uma das mais populares na Europa e tem uma experiência de mais de 15 anos no mercado bolsista.

XTB Online Trading

A XTB também disponibiliza um vasto leque de opções de investimento e, se está começando, fique sabendo que tem uma extensa academia de trading, com várias lições grátis sobre mercados financeiros.

3.2 Qual a Melhor Corretora Para Investir na Bolsa?

A escolha da melhor corretora vai depender dos mercados em que pretende investir e do seu nível de experiência com plataformas de trading.

Como já percebeu, a eToro é uma forte opção, já que lhe disponibiliza um vasto portfólio de ações e ETFs que pode negociar sem comissões.

No entanto, a XTB também deve merecer o seu interesse e, como pode perceber no quadro abaixo, podem ser mais adequada em algumas categorias de investimento.

MercadoeToroXTB
Pares Forex4749
Ações1.9001.700
ETFs145103
Índices1342
Commodities1318
Criptomoedas1725

Relativamente ao nível de experiência, a eToro tem uma interface mais “amiga do usuário”, já que é relativamente simples começar a usá-la e entender como funciona.

A XTB requer uma maior curva de aprendizagem, mas alguns usuários até poderão preferir o seu ambiente mais profissional, já que essa plataforma permite utilizar o MetaTrader 4 e 5, algo que a eToro não permite.

Vale ainda a pena lembrar que as 2 corretoras disponibilizam contas de demonstração grátis. Dessa forma, você pode experimentá-las e perceber qual é a mais indicada para o seu perfil sem qualquer tipo de risco ou de custo.

4. Instrumentos Disponíveis em Bolsa

Tal como já percebeu, existem diversas formas de investir na bolsa e também vários instrumentos disponíveis para investir.

Em seguida, olhamos para alguns dos mais populares. Além das ações, é muito importante entender como funcionam os índices e os ETFs.

Ações

Tradicionalmente a negociação em Bolsa é feita através da compra e da venda de ações. Uma ação é uma participação no capital social de uma empresa, tal como explicamos em maior detalhe no nosso artigo sobre compra de ações.

Em Resumo…

As ações são instrumentos essenciais em uma Economia, já que dão às empresas uma fonte alternativa de financiamento e aos investidores uma forma de rentabilizar as suas poupanças.

Se está iniciando no mundo dos investimentos, as ações são uma escolha adequada, já que está na suas mãos escolher as empresas em que quer investir. Ou seja, pode optar por investir apenas naquelas cujos projetos conhece realmente bem, o que o pode ajudar a maximizar os seus lucros.

Índices

Imagine que quer investir em um novo mercado porque acredita que a economia desse país vai crescer muito durante o próximo ano. Porém você não conhece bem as empresas desse país ou não tem acesso a toda a informação sobre elas, seja porque está dispersa ou em uma língua diferente.

É aqui que os índices econômicos podem ser uma grande ajuda.

Dessa forma você vai ganhar exposição às principais empresas desse mercado sem ter de estudar uma a uma quais são as melhores. Uma das vantagens óbvias é a poupança de tempo.

Um índice é uma média ponderada do valor das empresas de uma determinada Bolsa. Investir em um índice é o mesmo que investir em várias empresas de uma só vez.

Por exemplo:

Quem investiu no Ibovespa no ano passado fez uma excelente opção de investimento, já que o índice valorizou quase 32%, superando até os desempenhos do ouro e do Dólar americano, por exemplo.

Mas um índice também pode juntar mais do que uma bolsa.

É o caso do S&P 500 (INDEXSP: .INX), ou Standard & Poor’s 500, que junta as 500 ações com melhor desempenho cotadas nas Bolsas NYSE e NASDAQ. É um dos índices mais relevantes a nível mundial e, desde que foi criado em 1926, deu, em média, retornos anuais aos seus investidores na ordem dos 11%.

Em 2020 o S&P 500 assinalou uma das maiores quedas da sua história. Impactado pelo novo coronavírus, recuou mais de 30% em um mês.

S&P500
Desempenho do S&P500 na sequência da Covid-19.

No entanto, a recuperação desse índice também foi extraordinária, estando progressivamente a aproximar-se do seu valor pré-crise.

Da mesma forma que no Brasil existe o Ibovespa e nos Estados Unidos o S&P500, as restantes Bolsas mundiais também têm os seus índices característicos, formados pelas principais empresas cotadas nas suas Bolsas.

PaísPrincipais Índices
EUADow Jones, S&P 500, NASDAQ 100
AlemanhaDAX
Reino UnidoFTSE 100
FrançaCAC 40
ItáliaFTSE MIB
EspanhaIBEX 35
EuropaEuronext 100, Euro Stoxx 50
BrasilIbovespa
JapãoNIKKEI 225
ChinaSHANGHAI 50, CSI 300

Por conter um conjunto alargado e diversificado de empresas, um índice representa o mercado e, por isso, o seu risco é inferior ao do investimento em uma ação concreta, já que não fica dependente do desempenho de uma única empresa.

ETFs/Fundos de Investimento

Um ETF (Exchange-Traded Fund) é um fundo de investimento admitido à negociação em uma ou mais Bolsas de Valores, como se fosse uma ação.

A cotação do ETF depende da valorização dos ativos que o compõem. Um ETF pode estar indexado à cotação de um setor, de um índice bolsista e de muito mais. Na verdade, um só ETF pode ter diversos tipos de investimentos na sua composição, entre eles:

  • Ações (nacionais e/ou internacionais);
  • Índices (de setores ou de Bolsas);
  • Matérias-primas;
  • Obrigações.

Os ETFs são cada vez mais populares, tal como mostram os números referentes à evolução do dinheiro investido nesses instrumentos ao longo dos anos.

Montante investido em ETFs ao longo dos anos em trilhões de Dólares.

Isso acontece porque os ETFs são ativos bastante líquidos. As suas cotações evoluem ao longo do dia de acordo com a lei da oferta e da procura, exatamente como se se tratassem de ações.

Além disso, os investidores têm acesso à composição do fundo em uma base diária, o que promove a transparência no mercado.

DICA 💡
Generic

Um ETF para seguir em 2020, devido ao crescimento das empresas tecnológicas na era Covid-19, é o Technology Select Sector SPDR Fund (NYSEARCA: XLK), que acumula uma valorização de 23% no último ano, sendo que esse fundo gere ativos no valor de mais de 28 milhões de Dólares.

Outra categoria em que os ETFs são muito populares é a das matérias-primas, mais em concreto do ouro.

Existem ETFs associados ao preço do ouro, como o SPDR Gold Shares (NYSEARCA: GLD), ou à atividade de mineração desse metal precioso, como o Van Eck Vectors Gold Miners (NYSEARCA: GDX).

5. Investir na Bolsa de Valores Passo a Passo

O mais difícil é sempre dar o primeiro passo. Começar a investir na Bolsa de Valores pode causar algumas dúvidas e, por isso mesmo, juntamos algumas das mais habituais entre novos investidores.

Tem uma pergunta diferente? Deixe na nossa seção de comentários e poderemos acrescentá-la ao artigo.

5.1 Quem Pode Investir na Bolsa?

A Bolsa de Valores é um local democrático. Embora aqui no Brasil não seja tão habitual assim, nos Estados Unidos é comum uma grande parte dos cidadãos de classe média investirem desde cedo na Bolsa.

No entanto, saiba que, ao registrar-se em uma plataforma de investimento, poderão ser pedidos alguns dados pessoais, nomeadamente:

  • Preferências de trading;
  • Emprego e renda;
  • Declaração;
  • Verificação de identidade.

Isso acontece para maior proteção sua e da sua conta, já que permite à plataforma fazer uma análise da adequação do seu perfil de investidor, sendo que, a seguir, devem lhe ser dadas recomendações sobre os seus objetivos de investimento.

5.2 Qual o Valor Mínimo para Investir na Bolsa?

Tradicionalmente, o investimento mínimo em Bolsa é o equivalente ao valor da unidade mínima que pode comprar: 1 ação.

Logo, se uma ação custasse R$100, esse seria o investimento mínimo caso quisesse investir nessa ação.

No entanto, graças à existência de ações fracionadas, hoje em dia é possível comprar apenas parte de uma ação, fazendo baixar o seu valor mínimo.

Utilizando o exemplo de cima, caso quisesse comprar 25% da mesma ação, o valor mínimo passaria a ser de R$25.

5.3 Posso Investir na Bolsa Com Pouco Dinheiro?

Pode, precisamente devido à explicação do ponto anterior.

Investir em ações de forma fracionada é particularmente útil no caso de querer investir em ações muito caras, como é o caso da Amazon.

Com um custo superando os US$2.000 por ação, seria impossível para muitos investidores comprarem ações da empresa. Assim já não é.

etoro Comprar Amazon
Exemplo da abertura de uma posição de compra de US$50 da Amazon na eToro.

5.4 Quanto Devo Investir na Bolsa?

A resposta mais direta a essa pergunta é uma regra básica dos investimentos:

Nunca deve investir mais do que aquilo que está disposto a perder.

Essa regra simboliza que qualquer investimento tem risco e que, por isso, deve ser sempre cauteloso na hora de investir as suas poupanças.

Se está começando, tente ser mais cauteloso. Assuma menos riscos e pondere bem cada investimento. A gestão do seu dinheiro é uma parte muito importante do trading.

6. Melhores Empresas Para Investir na Bolsa

Entender quais são as melhores empresas para investir na Bolsa é um exercício de estudo constante.

No entanto, e embora o histórico nunca seja uma garantia de lucros futuros, vale a pena olhar para as empresas do Ibovespa que mais valorizaram e que mais valor perderam no ano passado.

6.1 Melhores Desempenhos em 2019

A Qualicorp (BVMF: QUAL3), maior administradora de planos de saúde coletivos do Brasil, foi a grande líder entre as melhores prestações de 2019. Os seus papéis valorizaram impressionantes 240%, fechando o ano valendo R$39,40.

Já em 2020, o ano também não começou mal para a empresa, cujas ações chegaram a valer quase R$45.

No entanto, semelhante ao que aconteceu na maioria das Bolsas mundiais, o novo coronavírus provocou fortes quedas que, no caso da Qualicorp, lhe fizeram perder 50% do seu valor em Bolsa. Além disso, o anúncio da descida nos lucros no primeiro trimestre de 2020 também não ajudou.

Confira abaixo os restantes campeões da Bolsa brasileira em 2019:

EmpresaDesempenho (2019)
Qualicorp+ 240% 📈
BTG Pactual+ 235% 📈
Via Varejo+ 154% 📈
Notredame Intermédica+ 136% 📈
JBS+ 123% 📈

6.2 Piores Desempenhos em 2019

A prova de que 2019 foi um bom ano para o Ibovespa é que apenas 6 empresas tiveram desempenhos negativos. O pior foi o da Braskem (BVMF: BRKM5), empresa brasileira produtora de resinas termoplásticas, que recuou 35%, valendo perto de R$30.

Em 2020 essa empresa já chegou a valorizar 30% para quase R$40, mas, uma vez mais por causa do novo coronavírus, voltou a recuar para níveis abaixo de 2019, atingido um mínimo anual de R$10.

Confira abaixo a lista completa das piores prestações em 2019:

EmpresaDesempenho (2019)
Braskem- 35% 📉
CVC Brasil- 28% 📉
Embraer- 9% 📉
Smiles- 3,6% 📉
Ultrapar- 1,8 📉

7. Conclusão

  • A Bolsa de Valores é importante tanto para as empresas como para os investidores. O interesse de uns nunca deve se sobrepor ao dos outros.
  • Você pode investir na Bolsa não só comprando ações, mas também índices ou ETFs, por exemplo.
  • Ao fazê-lo, você deixa de estar exposto a apenas uma empresa para passar a ter interesse na evolução de todo um mercado, setor ou conjunto de ativos. Por esse motivo, esses instrumentos são indicados para investidores que querem expandir rapidamente os seus portfólios.
  • Um cabaz de diferentes ações e/ou produtos tende a ter menos risco porque você deixa de estar exposto a apenas um ativo. No entanto, também existem más ações, índices e ETFs para investir, por isso deve escolhê-los sempre com o mesmo rigor.
  • Nunca se sinta amarrado a um ativo financeiro – o mercado de capitais é livre. O seu principal objetivo deve ser sempre rentabilizar o seu investimento.

Lembre-se: a diversificação é uma regra fundamental dos investimentos. Tal como diz a sabedoria popular: “Nunca colocar todos os ovos no mesmo cesto.”

✓ Variedade de Instrumentos (Ações, Índices, ETFs)
✓ Acesso a Ativos de Todo o Mundo
✓ Fácil de Comprar e de Vender
✓ Bom Desempenho Histórico das Bolsas
✓ Ganhar Com Sucesso Empresarial
✕ Risco Moderado
✕ Requer Tempo e Dedicação
Autor
Lucas Lynch
Lucas Lynch

Lucas é um apaixonado pelos mercados financeiros desde que se lembra. Mas a crise de 2008 ajudou-o a perceber como eles podem ser implacáveis para quem não tem um portfólio diversificado. Por isso se forçou para aprender sobre novos mercado. É particularmente fã de Tecnologia e da forma como ela está mudando os investimentos.

Dúvidas Frequentes

📌 Como investir na Bolsa de Valores?

Uma Bolsa de Valores é um mercado onde são negociados instrumentos financeiros. A Bolsa de Valores é essencial em uma Economia, já que dá às empresas uma fonte alternativa de financiamento e aos investidores uma forma de rentabilizarem as suas poupanças.

📌 O que é a Bolsa de Valores?

Uma Bolsa de Valores é um mercado onde são negociados instrumentos financeiros. A Bolsa de Valores é essencial em uma Economia, já que dá às empresas uma fonte alternativa de financiamento e aos investidores uma forma de rentabilizarem as suas poupanças.

📌 Onde se investe na Bolsa?

Antigamente a compra e negociação de ações fazia-se fisicamente em uma Bolsa de Valores. No entanto, a era digital trouxe muitas outras plataformas de trading online que permitem investir de forma mais simples e prática.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *