Goldman Sachs e Circle querem criar criptomoeda do Dólar

A Circle, uma empresa FinTech endossada pela Goldman Sachs, anunciou que vai lançar uma criptomoeda conhecida como Circle USDC (USD Coin). Esta start-up pretende capitalizar nova era de “internet aberta” trazida pela tecnologia da computação em blockchain.

O grande objetivo desta nova criptomoeda será resolver o problema da volatilidade das criptomoedas existentes. As grandes flutuações de preço das moedas digitais têm sido constantemente apontadas como um entrave à sua adoção pelo público geral. Num post no seu blog a Circle afirma:

“Uma criptomoeda com um preço estável, como por exemplo, um token com valor vinculado ao dólar americano, seria crítico para permitir a adoção do público geral dos pagamentos movidos pela blockchain, bem como apoiar a maturação de contratos financeiros desenvolvidos em plataformas de smart contracts, como security tokens, empréstimos e propriedades”

Os security tokens foram um tema coberto por um artigo nosso lançado ontem, podes consultá-lo aqui.

“Transacionar com moedas que flutuam com muita volatilidade cria fragilidade na execução destes contratos.”

A Circle anunciou também uma parceria estratégica com a Bitmain, a conhecida empresa que se dedica à mineração de criptomoedas. A Bitmain investiu 110$ milhões na Circle. Outras empresas como a IDG Capital, Breyer Capital, General Catalyst, Accel, Digital Currency Group e Pantera também participaram da ronda de investimentos na Circle que agora tem um valor no mercado de 3$ bilhões.

Autor
Marcela Lima
Marcela Lima

Marcela conheceu o Bitcoin em 2012 e ficou fascinada com a tecnologia. Desde então tem estudado o potencial das criptomoedas e a forma como podem mudar a sociedade. Hoje divide o seu tempo entre a escrita e a gestão do seu portfólio, composto majoritariamente por criptomoedas e por ações.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *