O que são Tendências Positivas e Negativas de Preço? Como Identificar?

Saber identificar uma tendência positiva ou negativa no preço de um ativo, bem como momentos de inversão dela são pequenos truques que podem ajudar muito na altura de lucrar com os seus investimentos!

Não é à toa que ao longo dos anos, um dos lemas mais conhecidos entre investidores e traders experientes de diversos mercados é: “The trend is your friend!

Em português: “a tendência é sua amiga!”.

Existem diversos recursos de análise técnica que, combinados, criam uma percepção clara das tendências do comportamento de preço de um ativo financeiro (como uma criptomoeda, por exemplo).

Dois bons exemplos são os indicadores: RSI ou Médias Móveis.

As médias móveis são, na verdade, um indicador de tendência, por si só. No entanto, a análise técnica engloba muito mais do que só um tipo de indicador.

Também podemos identificar tendências positivas e/ou negativas com a observação de padrões de comportamento de:

  • Velas japonesas (candlesticks);
  • Linhas de tendência (suportes/resistências e diagonais).

O que é uma tendência?

Uma tendência é o rumo que o preço de um ativo tem seguido. E tanto pode ser de curto, como de longo prazo.

Ou seja:

O ativo até pode ter crescido consistentemente nos últimos 5 anos (tendência positiva de longo prazo), mas pode apresentar uma quebra desse crescimento nos últimos 2 meses (tendência negativa de curto prazo).

1. Confirmação de Tendência

Uma tendência no sentido positivo indica que o número de compradores é superior ao número de vendedores.

Nesses casos, uma vez que há mais gente interessada em comprar do que em vender, os preços, tendencialmente, sobem.

Tendencias: Bull vs bear
Nos mercados financeiros, o touro é usado como símbolo de uma tendência positiva (bullish trend). O urso simboliza uma tendência negativa (bearish trend).

Estas situações são passíveis de serem previstas com a observação de padrões em uma ou em mais velas japonesas.

No entanto esses padrões precisam de ser confirmados posteriormente. Sem a confirmação, esses padrões são considerados neutros ou indicam, na melhor das hipóteses, um suporte, o que será explicado mais à frente.

A existência de uma tendência pode ser determinada olhando para o gráfico de preço de uma moeda, complementando com indicadores, como as médias móveis, e linhas de tendência, como o suporte e resistência.

2. Inversões de Tendência

Precisamos entender: o que é uma inversão de tendência?

Como o próprio nome indica, uma inversão de tendência é o momento em que uma tendência é revertida.

Ou seja: para haver uma inversão no sentido negativo deve existir uma tendência positiva para ser revertida, e vice-versa.

As velas japonesas, conhecidas em inglês como candlesticks, são uma forma de visualização de gráficos muito usada entre os traders, que ajudam no processo de identificação dessas inversões.

Velas Japonesas (Candlesticks)

Antes de entrarmos especificamente em padrões das velas japonesas, compensa perceber a estrutura desse formato de observação de gráficos.

candlestick o que é
Velas japonesas

Primeiro você tem de saber que as velas têm um período. Esse período representa o tempo de duração da vela (30M, 1H, 2H, 6H, 1D, etc).

Ou seja:

Para cada período, a vela conta como o preço se comportou durante esse espaço de tempo.

Uma vela verde com um período de 1 dia (1D) vai representar a subida de preço desse respectivo dia.

Além disso, as candlesticks são compostas por:

  • Corpo: a zona mais larga e, geralmente, colorida;
  • Sombra: a linha vertical no topo ou fundo do corpo.

E podem ser:

  • Verdes: significa que o preço cresceu nesse período (fecho > abertura).
  • Vermelhas: significa que o preço desceu nesse período (fecho < abertura).

O topo da sombra representa o máximo que a vela atingiu no seu período, e o fundo da sombra representa o mínimo.

Quanto ao corpo da vela, retrata o preço nas alturas de abertura e de fecho desse período.

Relembramos que:

O uso e leitura de candlesticks, isoladamente, não serve como confirmação! A confirmação de inversão de tendência é obtida com a convergência de vários fatores, dos quais as velas fazem parte.

Essa confirmação pode ser obtida, teoricamente, nas 3 velas posteriores ao padrão observado.

Se essas velas posteriores mantiverem o sentido sugerido pelo padrão de inversão, você pode ter um maior grau de confiança na sua análise!

Existem diversos padrões de velas. Todos eles com o seu significado e contexto histórico.

E embora nem sempre esses padrões garantam a inversão, são os tipos de velas que tendem a dar pistas mais significantes de alterações de tendências.

Neste artigo nós nos focamos nos seguintes padrões de inversão de tendência:

  • Martelo;
  • Martelo invertido;
  • Engulfing.

2.1 O Martelo ou Hammer

O martelo é um padrão de inversão de tendência para o sentido positivo ou negativo. Ganhou esse nome por se assemelhar, efetivamente, a um martelo! O corpo é bastante pequeno e a sombra inferior comprida.

Basicamente isto:

Padrão de velas japonesas: martelo
Padrão de candlesticks: martelo

Esse padrão é representado em uma só vela. Mas, como vimos em cima, essa inversão deverá ser confirmada nos períodos posteriores.

tendencia positiva - martelo sequência
BTC/USD; Período das velas: 4H

Se nos períodos que se seguem as velas forem verdes, aí sim temos a confirmação da inversão para uma tendência positiva.

Interpretação:

O significado dessa vela é que a tendência negativa está perto do seu fundo e deverá, portanto, ser invertida no período que se segue.

O que acontece no mercado é uma luta de compradores vs vendedores em que os compradores terminam o período dizendo:

“Basta: o preço já não desce mais!”

Caso o martelo seja vermelho, inicialmente estamos observando uma inversão de tendência no sentido negativo.

O oposto do que vimos há pouco…

tendencia negativa - martelo invertido sequência
BTC/USD;
Período das velas: 1D

Essa imagem ilustra bem a necessidade de esperarmos pela confirmação…

Repare que:

A vela martelo negativa (assinalada) ainda foi contestada nos 2 períodos seguintes.

No entanto, acabou por ser confirmada na terceira vela, que, curiosamente, também, se assemelha a uma vela martelo negativa (bearish hammer).

2.2 O martelo invertido

O martelo invertido é precisamente isso o martelo virado ao contrário.

Padrão de velas japonesas: martelo invertido
Padrão de velas japonesas: martelo invertido

O que acontece quando vemos uma candlestick verde com o padrão martelo invertido?

Ela também representa um padrão de inversão de tendência para o sentido positivo.

Mais do que isso! Em determinadas situações, pode até definir um suporte ao preço do ativo.

Interpretação:

Caso a vela seja verde, a sombra superior indica que os compradores tiveram mais força durante o período, mas essa força foi “abafada”, em grande parte, pelos vendedores.

Novamente é uma luta compradores vs vendedores, em que apesar do esforço dos vendedores, os compradores ganham o “braço de ferro”.

Naturalmente a confirmação é necessária…

tendencia positiva - martelo invertido sequência
BTC/USD;
Período das velas: 4H

2.3 Padrão: Engulfing

O engulfing é um padrão observável em duas velas consecutivas.

Nesse caso a segunda vela “engole” a vela anterior. Isso é, a segunda vela tem um corpo maior (abertura e fecho) do que a vela anterior, e é de cor diferente.

Estrutura de velas japonesas: velas envolventes
Padrão de candlesticks: engulfing

Interpretação do bullish engulfing:

O que acontece no mercado é que no segundo período o preço abre mais abaixo do que o preço de fecho do período anterior.

Porém os compradores puxam o preço para cima ao ponto da segunda vela fechar acima da abertura da vela anterior.

No bearish engulfing acontece precisamente o inverso.

Quando você um bullish engulfing acontecendo perto de níveis de suporte, pode ser um indício de inversão de tendência! O mesmo se aplica a uma bearish engulfing junto aos níveis de resistência.

Vejamos agora o que são as linhas de suporte e de resistência!

3. Linhas de tendência

3.1 Suporte & Resistência

O suporte é onde o preço tende a parar de descer. A resistência é o ponto em que o preço tem dificuldade em ultrapassar.

Nada mais do que isso!

As linhas de suporte e resistência são retas horizontais que determinam precisamente esses pontos. Veja o seguinte exemplo:

Tendência positiva e negativa
BTC/USD; março a maio 2019.

Pode ser útil mencionar que:

Embora as nomenclaturas sejam “linhas” de resistência e de suporte, muitas vezes o que se vê é uma faixa de preço que age como barreira à subida ou à descida de preço.

Ou seja, em vez de ser uma zona específica de preço (ex.: US$ 6.500), o suporte na realidade será mais uma faixa de preço (ex.: entre US$ 6.400 a US$ 6.500).

  • Nota: existem suportes que quando são quebrados se transformam automaticamente em resistências. Principalmente suportes de longo prazo. O inverso acontece com as resistências.

O segredo dessas linhas está em descobrir os verdadeiros pontos de suporte e resistência. Os preços que efetivamente são “barreiras psicológicas” para o ativo em questão.

3.2 Diagonais ou Trendlines

As diagonais, naturalmente, são retas inclinadas que indicam o sentido da tendência.

Essas linhas de tendência desenham-se essencialmente para acompanhar as variações de preço a curto e a médio prazo.

Linhas de tendência
BTC/USD; Fevereiro 2016 a Abril 2017

Como se vê no gráfico em cima, elas dão uma perspectiva clara da tendência do preço, no timeframe analisado.

E repare:

Quando a tendência está bem clara, essas linhas podem mesmo ser usadas como suportes e resistências.

Mas não se esqueça

Essas linhas são regularmente acompanhadas por médias móveis de curto, de médio e de longo-prazo:

Linhas de tendência - Diagonais / MA
BTC/USD; Fevereiro 2016 a Abril 2017

Dessa forma, você consegue identificar os pontos de contato (círculos sombreados) entre o preço e as linhas de suporte e resistência.

Interpretação:

1) Assumimos a diagonal (reta amarelo torrado) e a MA 200 (linha azul escuro) como suportes no timeframe analisado.

2) A diagonal (reta azul claro) representa uma resistência.

3) Existem 3 pontos de contato nos suportes que são seguidos de uma tendência bullish.

4) O preço toca na resistência 2 vezes, o que leva a correções de curto prazo.

5) No timeframe analisado as diagonais e a média móvel de longo prazo (MA 200) indicam uma tendência positiva.

4. Conclusão

Agora que sabe como usar as velas japonesas e as linhas de suporte e resistência pode começar a praticar!

Lembre-se que é essencial cruzar os dados sugeridos por esses padrões de candlesticks com outros indicadores que apoiem a sua análise técnica.

As médias móveis são um bom exemplo disso, particularmente quando há um golden cross ou death crossdois fortes indicadores de inversão de tendência.

Para ganhar prática com esses e outros conceitos, pode experimentar a eToro, que oferece uma conta de demonstração grátis e que permite treinar antes mesmo de utilizar dinheiro real.

Essa plataforma disponibiliza ainda um serviço de social trading, que permite copiar portfólios e entrar em contato com traders de sucesso.

Fontes usadas:
The balance
Investopedia
Stockcharts
Investopedia

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *