Médias Móveis: Como Usar em Trading de Criptomoedas?

Médias Móveis: Como Usar em Trading de Criptomoedas?

As médias móveis, mais conhecidas em inglês como Moving Averages (MA), são um dos indicadores de análise técnica mais usados e com maior popularidade em trading com criptomoedas.

Essas médias estão entre os indicadores mais fáceis de se utilizar. Assim que adicionados ao gráfico, são uma excelente ferramenta para identificar tendências e remover um pouco do “ruído” que é costume ver em gráficos de preços.

Tal como iremos mostrar, a simplicidade desse método é o que o torna sofisticado. No seu nível mais básico, basta encontrarmos um evento em que duas médias móveis se cruzam para podermos fazer boas decisões de investimento em criptomoedas.

Uma estratégia simples, baseada apenas neste indicador, permitiu a alguns investidores apanharem uma tendência positiva no mercado em 2019 e assegurarem uma boa margem de lucro. O caso é analisado mais à frente.

Existem diferentes tipos, sendo as médias móveis mais usadas:

  • Média móvel simplesSimple Moving Average (SMA)
  • Média móvel exponencialExponential Moving Average (EMA)

Vejamos então como funcionam esses indicadores, começando pelo mais fácil, a Média Móvel Simples.

1. Média Móvel Simples (SMA)

Ao contrário do que acontece com alguns indicadores técnicos como o RSI, as médias móveis são indicadores de uma categoria particular, denominada de lagging indicators – bruscamente traduzido, isso significa que são indicadores com atraso.

É fácil perceber o que isso quer dizer.

Ao olharem para a média móvel do preço do Bitcoin hoje, vão ver uma linha que representa os comportamentos passados do preço da moeda.

Média móvel simples de 9 dias
A linha azul representa a média movel simples de 9 dias: MA9

Se reparar no gráfico anterior, cada vez que há uma variação brusca no preço a média demora um pouco para acompanhar essa oscilação.

1.1 Como é calculada a Média Móvel Simples?

A Média Móvel Simples é calculada com uma fórmula matemática básica, em que se soma os preços de fechamento diários de uma moeda durante determinado período e se divide essa soma pelo número total de dias do período.

SMA= (P1​ + P2 ​+ … + P N) / N

Onde:
P = Preço da moeda no período N
N= número total de dias

1.2 Período escolhido para as médias

Esse indicador é altamente personalizável, ou seja: pode ser calculado usando períodos de análise distintos: 7, 14, 21, 50 ou 100 dias. Dependendo do valor escolhido para a média móvel, ela pode ser considerada uma média móvel de curto, de médio ou de longo prazo.

média móvel simples em diferentes períodos de tempo
Claramente a MA200 é menos sensível aos “ruídos” do preço do que a MA50.

Como mostra a imagem acima, quanto mais curto for o período escolhido para a média, maior será a sensibilidade da média a alterações no preço da criptomoeda.

Quanto maior for esse período, mais suaves são as médias móveis, ou seja, menos sensíveis à volatilidade do preço.

Isso torna a perceção da tendência de longo prazo mais clara, uma vez que as oscilações de preço diárias têm menor impacto no conjunto total de dados usados para calcular a média.

Assim sendo, uma média móvel com um período de 200 dias vai apresentar uma retardação muito superior a outra média móvel com um período de 30 dias, visto que contém a média dos preços ao longo dos últimos 200 dias.

2. Média Móvel Exponencial (EMA)

média movel exponencial - EMA9
Linha Amarela: Média Móvel Exponencial de 9 dias (EMA9)

À primeira vista ambas médias – simples e exponencial – parecem ser muito parecidas, mas há uma diferença chave!

A média móvel exponencial – Exponential Moving Average – diferencia-se da média móvel simples, pois atribui maior peso aos dados mais recentes.

Essa relevância que é atribuída aos preços mais recentes contrasta com o que acontece na Média Móvel Simples, em que todas as observações do período têm um peso igual no cálculo do indicador.

Isso é perceptível visualmente, pois a linha da Média Móvel Exponencial demonstra essa maior sensibilidade a preços mais recentes quando comparada com uma Média Móvel Simples avaliada no mesmo período.

Simple Moving Average vs Exponential Moving Average
Linha Azul: SMA9 | Linha Amarela: EMA9

2.1 Como é calculada a Média Móvel Exponencial?

Essa média tem uma fórmula de cálculo ligeiramente mais complexa, que mostraremos a seguir. Contudo é importante ter em mente que não é necessário entender as complexidades matemáticas dos cálculos dessas médias para saber utilizar esses indicadores e incorporá-los em uma estratégia de compra e de venda de criptomoedas.

​EMA = Preço (H) × K+ EMA (O) × (1−K)

Onde:
H = Hoje
O = Ontem
N = Nº de dias do período
K = 2 ÷ (N+1)​

3. Como Usar as Médias Móveis?

Algumas médias móveis são muito utilizadas por investidores, especialmente as dos períodos de 21 (21MA), 55 (55MA), 100 (100MA) e 200 (200MA) dias.

Não há nenhuma regra implícita que obrigue a utilizar esses valores. Tal como mencionamos, esse indicador é altamente personalizável. Cada um pode escolher os valores que quiser. O importante é ser consistente no seu uso e saber fazer as perguntas certas para os períodos que estamos avaliando.

Se você souber o que procurar, essas médias podem revelar informação bastante útil sobre o estado atual do mercado e permitem fazer escolhas ponderadas de compra e de venda, tendo em conta que podem revelar coisas como:

  1. Se estamos em uma fase positiva (bull market) ou negativa de mercado (bearish market);
  2. Possíveis suportes ou resistências à progressão do preço;
  3. Inversões de tendências de longo prazo (por exemplo: confirmação de reinício de um bull market).

Vamos nos focar nesse último ponto 3), mais concretamente nos cruzamentos dessas médias, que podem ser extremamente úteis na altura de escolher momentos oportunos de entrada no mercado.

4. Cruzamentos de Médias: Golden-Cross e Death-Cross

Prever tendências em trading não é um processo simples! No entanto é possível investir com base em probabilidades. Probabilidades essas que são calculadas com base, mas não só, em análise técnica.

As Médias Móveis podem lhe dar sinais de trading através de fenômenos conhecidos como a Golden-Cross e Death-Cross.

Voltamos a frisar que a simplicidade do uso desse indicador para determinar momentos de compra e de venda é o seu grande trunfo! Não é preciso ser um perito de análise técnica para saber identificar a Golden-Cross e a Death-Cross em um gráfico de preço.

Esses sinais são uma das bases para a estratégia de investimento conhecida como Swing Trading, em que o investidor procura antecipar inversões na tendência de médio a longo prazo no preço de uma criptomoeda.

Para começar, basta ter duas médias no gráfico de preço:

  • Uma de médio prazo: 55EMA (Média Móvel Exponencial de 55 dias)
  • Uma de longo prazo: 200EMA (Média Móvel Exponencial de 200 dias)

4.1 Golden-Cross

A Golden-Cross pode ser interpretada como um sinal de entrada no mercado, ou seja: pode ser boa altura, senão a melhor para comprar.

Esse fenômeno acontece quando a Média Móvel de médio-prazo (55EMA) cruza a Média Móvel de longo-prazo (200EMA) em um sentido positivo.

Vejamos agora como poderíamos ter usado esse sinal para apanhar boa parte da ascensão do preço do Bitcoin em 2019.

Golden Cross Bitcoin 2019
Golden-Cross da 55EMA com a 200EMA 1 de maio de 2019

Quem tivesse comprado na altura dessa Golden-Cross, quando preço do Bitcoin estava em torno dos US$ 5.600, poderia mais tarde ter vendido com mais de 100% de lucro.

Estamos falando de cerca de 100% de lucro em 3 meses… Bitcoin, what else?

Agora você pode estar pensando:

“Isso é só um exemplo forçado para encaixar na explicação, pois isso nem sempre é assim!”

Atenção: tal como qualquer indicador técnico, a Golden-Cross não é sinal certo de lucro. Tem funcionado particularmente bem no Bitcoin porque é uma criptomoeda cujo preço tem, em média, crescido desde 2009 (embora com a sua volatilidade característica).

A Golden-Cross com essas Médias Móveis não acontece muitas vezes, mas quando acontece devemos estudar a possibilidade de entrar no mercado, sempre com prontidão para controlar possíveis perdas.

Para ter uma ideia da frequência desses eventos, a última Golden-Cross significante no gráfico de preço diário do Bitcoin aconteceu em novembro de 2015.

Golden Crosses Junho 2014 e Novembro 2015

A imagem acima mostra um caso de estudo curioso, que reflete a falibilidade dessa estratégia. Nela podemos ver duas Golden-Cross, que, para o propósito da explicação, foram designadas Golden-Cross A e Golden-Cross B.

Olhemos para cada exemplo com maior detalhe.

4.2 Golden-Cross A (junho de 2014)

Essa Golden-Cross aconteceu depois de um período de volatilidade pesado (como se pode ver na esquerda do gráfico). Quem optasse por comprar no momento em que o indicador se revelou, poderia de fato ter registrado perdas na ordem dos 20%.

No entanto é importante salientar que esse indicador pode não ser tão confiável em alturas de grande volatilidade, pois as próprias médias (principalmente a 55EMA) ficam mais sujeitas à volatilidade. No caso dessa Golden-Cross, o preço do Bitcoin tinha sofrido uma correção na ordem dos 75%.

É uma boa regra evitar entrar no mercado com grandes posições quando o preço demonstra oscilações como as que vemos à esquerda da Golden-Cross A na imagem acima. Quem o fizer, terá de ter um cuidado maior para controlar possíveis perdas!

4.3 Golden-Cross B (novembro de 2015)

Nessa situação, o preço da moeda tinha passado por uma fase de consolidação, ou seja, pouca volatilidade.

O gráfico mostra que, pouco a pouco, ao longo de 2015, os compradores foram puxando o preço para cima, iniciando assim um processo de inversão da tendência negativa para uma tendência positiva no mercado. Essa inversão é o que é marcado pela Golden-Cross.

Médias Móveis Golden Cross
Consolidação do preço em tendência positiva e subsequente Golden-Cross.

Essa consolidação de preço é importante porque sinaliza que o mercado estabilizou naquela faixa de preço. Caso o preço recupere, como aconteceu nesse caso, essa recuperação é mais credível do que a que vimos no caso anterior (Golden-Cross A). Dessa forma temos mais confiança ao entrar no mercado.

Até onde nos levou essa Golden-Cross de novembro de 2015?

Fim Golden Cross 2015

Desde novembro de 2015 até dezembro de 2017, o preço da Bitcoin teve a sua ascensão heroica de US$ 600 a US$ 19.000.

4.4 Death-Cross

A Death-Cross não é nada mais do que o inverso da Golden-Cross, ou seja: é o momento em que a Média Móvel de médio-prazo (55EMA) cruza a Média Móvel de longo-prazo (200EMA) no sentido negativo.

Quando uma Death-Cross é identificada, os investidores podem assumir este sinal como uma boa oportunidade para abrir uma posição de venda visto que, teoricamente, esSe é um sinal de inversão de tendência do sentido positivo para o sentido negativo.

Contudo, a Death-Cross não é tão confiável como a Golden-Cross em trading com Bitcoin!

Historicamente, no gráfico de preço diário do Bitcoin, esse sinal não tem revelado uma taxa de sucesso tão grande. Pelo menos seguindo a estratégia com essas Médias Móveis que mostramos aqui.

Um dos possíveis motivos para isso pode ser, tal como já referimos, que o preço do Bitcoin tem estado em constante crescimento, de um ponto de vista global. Apesar das várias correções de preço, ele sobre sempre mais do que desce.

Os únicos casos em que se pode tentar tirar proveito da Death-Cross são os casos em que o preço de uma criptomoeda sofre uma grande correção, como foi o caso com a Bitcoin em boa parte do ano de 2018.

Médias Móveis Death Cross

Essa Death-Cross teria sido uma boa altura para abrir uma posição de venda em plataformas como a eToro, que permitem facilmente lucrar tanto com a subida como a descida de preço de criptomoedas.

O preço desceu de US$ 6.250 para US$ 3.170. Incluindo taxas e outras comissões cobradas, o lucro dessa posição de venda poderia ter ficado na ordem dos 40%.

5. Conclusão

As Médias Móveis (Moving Averages) são indicadores técnicos muito simples, que trazem grande valor à análise técnica de criptomoedas.

A sua simplicidade não subtrai o seu potencial uso para procurar boas alturas para entrar no mercado, principalmente em posições de compra.

O cruzamento de Médias Móveis, como a 55EMA (médio prazo) e a 200EMA (longo prazo), dão excelentes sinais de inversões de tendência no preço de uma criptomoeda.

Em particular, a Golden-Cross tem sido uma forte aliada na escolha de momentos de compra.

A Death-Cross, embora não tão fidedigna, tem a sua utilidade na identificação de fases de mercado.

Nenhum sinal providenciado por um indicador técnico é 100% certo.

Autor
Marcela Lima
Marcela Lima

Marcela conheceu o Bitcoin em 2012 e ficou fascinada com a tecnologia. Desde então tem estudado o potencial das criptomoedas e a forma como podem mudar a sociedade. Hoje divide o seu tempo entre a escrita e a gestão do seu portfólio, composto majoritariamente por criptomoedas e por ações.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *