5 Erros Comuns Para Evitar em Trading nos Mercados

5 Erros Comuns Para Evitar em Trading nos Mercados

Nós sabemos: por vezes é difícil manter a calma. E quando você percebe, as emoções já afetaram a sua capacidade de ter um bom julgamento.

Resultado: você perde dinheiro em um investimento!

Não se sinta mal, pois todos temos dias ruins. Também já nos aconteceu!

Ok… Se perdeu muito dinheiro, talvez possa e deva se sentir um pouco mal.

Mas sabe o que mais?

Assumir um erro é o primeiro passo para melhorar.

Por isso mesmo abordamos neste artigo 5 erros comuns que provavelmente você já cometeu ao negociar nos mercados financeiros.

Não acredita? Então veja abaixo!

1. Falhar na Preparação Mental

E que tal começar pelo… Começo?

Aliás, esse passo vem antes de iniciar qualquer trade.

Isso mesmo: a preparação mental é indispensável em sua estratégia.

Em trading, por vezes você tem de estar em frente a um computador durante várias horas, em que a concentração é crucial.

Ora, se não estiver com um “bom espírito”, isso vai afetar o seu rendimento.

DICA 💡
Generic

Deve evitar entrar em uma rotina em que inicia o seu ritual de trading independentemente de se sentir chateado, distraído ou mentalmente/fisicamente cansado.

Tudo isso vai afetá-lo, e no final do dia só vai perder. Pode ser tempo e, no pior dos casos, dinheiro.

Além disso, se para você o trading é quase como uma profissão, trate essa atividade como tal: com rigor.

Certifique-se de que tem a disposição mental necessária para começar. Mas antes de iniciar suas atividades, aponte em um caderno como você se sente.

Assim, se por algum motivo estiver tendo resultados ruins, você pode cruzar essa informação com as suas notas sobre o seu “estado de espírito”.

E você vai ver:

Se o trading não correu bem, talvez até nem estivesse em seu melhor nesse dia.

E você já sabe:

Não se preocupe em perder uma trade por não se sentir com disponibilidade mental. Outras virão!

2. Má Gestão de Risco

De que servem 5 trades no verde se uma ruim pode arruinar o resto do dia, certo?

A gestão de risco é essencial para alcançar resultados positivos de forma consistente.

Não importa apenas a quantidade de trades que dão lucro.

O mais importante é a qualidade das trades que você faz, ou seja: a relação entre o lucro que você alcança versus o dinheiro que arrisca. Quanto mais ganhar com menos risco, melhor.

É por isso que deve sempre definir um padrão de risco/recompensa ao entrar em uma trade.

Idealmente a sua recompensa potencial em uma trade deve ser sempre o dobro do risco que você assume, também conhecido como 2R.

Ou seja: não faça como neste meme:


risco meme

99% das vezes não vai compensar…

3. Deixar as Emoções no Controle

Essa é óbvia!

Por vezes você vai estar agindo totalmente com base em suas emoções e nem vai perceber isso… Até que será tarde demais!

De repente você acabou fazendo uma péssima trade. Ou mais do que uma.

Geralmente existem dois cenários:

  • Quando não está acertando e, com a ansiedade de melhorar, vai fazer ainda pior.

Ou então:

  • Quando está acertando tanto que a confiança sobe a cabeça e você acaba perdendo dinheiro.

O ditado aqui é rei:

“Nem tanto ao céu, nem tanto ao mar.”

Nenhum dos comportamentos acima está correto.

O que deve fazer é, sim, definir a sua estratégia e ser coerente com ela.

Provavelmente já conhece a expressão FOMO Fear of Missing Out (em português, Medo de Ficar de Fora).

DICA 💡
Generic

O mundo das criptomoedas está repleto de expressões únicas. Se utiliza as redes sociais para obter informação, pode ser importante conhecer expressões como HODL, FUD, Moon ou Pumping. São várias, e o nosso Glossário lhe dá uma ajuda.

O FOMO é estopim para muitas decisões ruins.

Só porque algo parece bom, não quer dizer que seja. Só porque os outros estão fazendo dinheiro, não quer dizer que você também fará.

O pior de se juntar a um movimento só porque os outros o estão fazendo é que, provavelmente, significa que terá cometido os dois erros anteriores dessa lista.

E isso é meio caminho para o fracasso.

Não deixe que as emoções lhe controlem. Isso vai fazer com que entre em trades que provavelmente nem queria entrar.

A grande lição aqui é que você deve estar sempre no comando. Agarre-se a sua estratégia!

4. Não Usar Stop Loss

Quando você entra em uma trade deve saber exatamente o que quer dela.

Ou seja:

Deve definir um momento em que quer fechar a sua posição, quer seja para ganhar, quer seja para não perder mais.

É precisamente para esse segundo caso que serve o Stop Loss.

O Stop Loss é um freio de perdas, que pode ser definido automaticamente em algumas plataformas, com o objetivo de limitar o seu prejuízo em uma trade, para que não perca além do aceitável.

O passo seguinte é saber ler os resultados do seu Stop Loss.

Se o seu Stop Loss estiver sendo atingido várias vezes, então pode estar acontecendo uma de duas coisas:

  • As suas metas para a trade em causa foram mal definidas e deve revê-las;
  • Está perdendo consistentemente, então deve baixar o seu volume de trades até voltar a entrar no verde.

O Stop Loss é útil por vários motivos.

Mas o principal é a possibilidade de limitar as suas perdas quando o mercado está em queda livre.

Isso é principalmente relevante em um ecossistema como o das criptomoedas, em que existem oscilações agressivas com grande frequência.

Se não usar um Stop Loss, pode perder boa parte do seu portfólio do dia para a noite.

E lembre-se:

Um Stop Loss deve ser um mecanismo automático e não um número em sua cabeça, pois no segundo caso pode ceder à tentação de aguentar mais um pouco.

5. Abusar do Trading

Overtrading criptomoedas

Você não pode fazer tudo de uma vez só!

É claro que há muitas oportunidades. E, sim, seria bom tentar ter sucesso em todas.

Mas adivinhe só: não é possível!

Se tentar fazer isso vai perder a paciência e o foco. Com isso, vai errar mais vezes e, obviamente, perder dinheiro.

Você deve entrar em uma trade quando as condições para tal estão reunidas.

Por exemplo: investidores que utilizam gráficos de preço com timeframes de 5 minutos vão tentar justificar uma trade ao ver movimentos muito pequenos no preço.

Não deve se sentir obrigado a entrar em uma trade se isso não fizer sentido para você.

Ou seja:

Evite saltar entre timeframes só para justificar uma trade.

Quando não existe motivo, não existe e pronto!

Aproveite o tempo livre para pesquisar outros ativos que possam ser do seu interesse.

Por exemplo:

Se o que lhe interessa é o Bitcoin, mas ele não está justificando que entre em uma trade, dê uma olhada em outras criptomoedas. Se o mercado está a ir todo no mesmo sentido, experimente a diversificar o seu portefólio investindo em ações, por exemplo.

Conclusão

Há vários motivos pelos quais as suas trades podem estar falhando. E, provavelmente, até estão ligados entre si.

Ter uma estratégia é a chave para o sucesso. Agarra-se a ela e não deixe que qualquer fator de curto prazo a influencie.

Essa lista é uma ajuda para que perceba alguns dos erros que pode estar cometendo. Mas não se esgota aqui.

Você deve sempre procurar ter o máximo de informação possível sobre os mercados em que investe.

Autor
Marcela Lima
Marcela Lima

Marcela conheceu o Bitcoin em 2012 e ficou fascinada com a tecnologia. Desde então tem estudado o potencial das criptomoedas e a forma como podem mudar a sociedade. Hoje divide o seu tempo entre a escrita e a gestão do seu portfólio, composto majoritariamente por criptomoedas e por ações.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *