Aconteceu o Terceiro Halving do Bitcoin – Como Foi?

O halving do Bitcoin aconteceu esta segunda-feira, 11 de maio de 2020.

Esse foi apenas o terceiro evento do gênero na história da criptomoeda, em uma altura em que ainda existem por minerar quase 3 milhões de Bitcoins de um total de 21 milhões. 

As recompensas obtidas com mineração de Bitcoin foram assim reduzidas de 12,5 BTC por bloco minerado para 6,25 BTC, tornando a mineração da criptomoeda menos lucrativa para os mineiros.

O halving aconteceu quando chegava-se ao bloco 630.000. No bloco exatamente anterior, o último com a recompensa de 12,5 BTC, foi deixada uma mensagem:

A tradução da mensagem para português é:

“NYTimes 09/Abr/2020 Com uma injeção de $2.3T, o plano da FED excede o resgate de 2008”

O artigo em causa, do The New York Times, pode ser lido aqui. A mensagem é um tributo ao primeiro bloco alguma vez minerado de Bitcoin. Na altura, Satoshi Nakamoto deixou uma mensagem com o mesmo estilo:

“The Times 03/Jan/2009 Chanceler à beira do segundo resgate para os bancos.”

O objetivo da nova mensagem foi mostrar que, passados mais de 10 anos, continua a ser utilizado demasiado dinheiro para ajudar bancos, o que, em última análise, só demonstra a importância do Bitcoin.

Os dias antes do halving

A expectativa, como sempre, foi muito elevada em relação a esse evento. Os analistas sempre antecipam alguma volatilidade nesta altura e os investidores ficam atentos ao preço do Bitcoin e aos efeitos do halving.

Prova dessa expetativa foi o crescimento nas últimas semanas das procuras no Google pela expressão “Bitcoin halving”, como demonstra o gráfico abaixo:

terceiro halving do bitcoin

Assim como o interesse em torno desse evento cresceu, também subiu o preço da criptomoeda nos dias que o antecederam.

Em fevereiro o Bitcoin alcançou um pico na ordem dos US$ 10.300 e tudo indicava que continuaria a subir, mas o impacto da crise provocada pela Covid-19 levou o preço da criptomoeda a cair para metade em poucos dias.

No entanto o Bitcoin retomou a trajetória de crescimento e, na semana que antecedeu o halving, voltou a valorizar consideravelmente, aproximando-se dos US$ 10.000.

A valorização só não foi superior porque, tal como há 4 anos, o Bitcoin voltou a registrar uma queda ligeira de 11% imediatamente nos dias que antecederam o evento.

Valor do Bitcoin
Dias que antecederam o halving e o momento exato do evento.

Isso acontece porque alguns investidores acreditam que o efeito do halving já foi refletido no preço e que, por isso, é hora de vender.

Nas horas que se seguiram ao evento, o valor da criptomoeda manteve-se relativamente estável. No entanto, muitos acreditam que a criptomoeda tende a valorizar nos meses que sucedem o halving.

Autor
Marcela Lima
Marcela Lima

Marcela conheceu o Bitcoin em 2012 e ficou fascinada com a tecnologia. Desde então tem estudado o potencial das criptomoedas e a forma como podem mudar a sociedade. Hoje divide o seu tempo entre a escrita e a gestão do seu portfólio, composto majoritariamente por criptomoedas e por ações.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *