Porque Cai o Bitcoin e Restantes Criptomoedas?

Porque Cai o Bitcoin e Restantes Criptomoedas?

O preço do Bitcoin sofreu uma das maiores quedas do ano, com a criptomoeda-mãe a recuar para valores de meados de junho de 2019, perto dos 7.600€, e arrastando as restantes criptomoedas.

A queda da Bitcoin foi de quase 10% em apenas uma hora, sendo que nas comparações diárias chegou a registar uma desvalorização superior a 17%.

O Que Motiva a Queda do Bitcoin?

Muitos analistas esperavam uma descida mais cedo ou mais tarde, já que o Bitcoin apresentava um padrão de triângulo descendente. No entanto, podem existir outras razões para a queda do Bitcoin.

Uma delas foi a quebra de 40% no hashrate do Bitcoin, que entretanto já voltou aos níveis dos dias anteriores. A taxa, que vinha em forte ascensão desde o início do ano, sofreu uma queda brusca a 23 de setembro.

hashrate blockchain
Evolução do hashrate desde o início do ano.

Vários analistas apontaram a queda do hashrate como uma das possíveis causas para a queda do preço da Bitcoin.

No entanto, uma vez que a taxa rapidamente voltou a níveis considerados normais, acredita-se que a quebra tenha acontecido devido a uma falha de energia ou de internet na China, um dos países responsáveis por grande parte da mineração de Bitcoin.

Para além da queda do hashrate, o CEO da BitBull Capital, Joe DiPasquale, acredita que a desvalorização da Bitcoin foi ainda motivada pela estreia da Bakkt, que desapontou alguns investidores.

 Kelly Loeffler, CEO da Bakkt
Kelly Loeffler, CEO da Bakkt.

A plataforma da Intercontinental Exchange (ICE), responsável pela bolsa de Nova York, abriu a negociação para investidores institucionais a 23 de setembro, mas o volume de trocas nos primeiros dias ficou muito abaixo do esperado.



Apesar de tudo, os analistas acreditam que esta plataforma pode ser importante para o futuro do Bitcoin:

“A Bakkt vai ganhar tração com o tempo e ainda é demasiado cedo para julgar o serviço com base no volume inicial.”

Joe DiPasquale, CEO da BitBull Capital

Mercado das Criptomoedas em Queda

Quedas acentuadas no preço do Bitcoin costumam ter um reflexo em todo o mercado e desta vez não foi diferente.

Top 10 criptomoedas em queda
Top 10 Criptomoedas de acordo com o CoinMarketCap.

O movimento de queda rapidamente se generalizou às restantes criptomoedas, contagiando até as que acumulavam ganhos ao longo do dia.

Os campões das quedas foram as criptomoedas ligadas ao Bitcoin, com a Bitcoin Cash (BCH) e a Bitcoin SV (BSV) a registarem deslizes a rondar os 25%.

Como sempre, más notícias para quem já tem investimentos em criptomoedas são boas notícias para quem quer entrar neste mercado ou reforçar as suas posições, uma vez que é a chamada época de saldos.



Caso queiras seguir o conselho de Tyler Winklevoss, que investiu US$ 11 milhões em BTC em 2013, a eToro é uma excelente opção, uma vez que, ao contrário de outras plataformas, permite-te lucrar quer com as subidas, quer com as descidas dos preços das criptomoedas. Ora, num momento de queda como este, essa é uma possibilidade muito útil.

Autor
Marcela Lima
Marcela Lima

Marcela conheceu o Bitcoin em 2012 e ficou fascinada com a tecnologia. Desde então tem estudado o potencial das criptomoedas e a forma como podem mudar a sociedade. Hoje divide o seu tempo entre a escrita e a gestão do seu portfólio, composto majoritariamente por criptomoedas e por ações.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *